biodiversidade

Biodiversidade. Cadê você? Descobrindo a diversidade por meio dos sentidos e das mídias

17/10, sábado, das 14h às 17h20

A oficina tem o objetivo de apresentar novas possibilidades de conhecer e se relacionar com os ambientais naturais da Universidade de São Paulo, especialmente aqueles presentes na Praça do Relógio, e de refletir criticamente sobre aspectos relacionados à conservação da biodiversidade. As atividades serão realizadas no sentido de exercitar a curiosidade, reflexões e a criatividade na busca de interações mais sustentáveis entre a biodiversidade urbana e os participantes. Além disso, pretende realizar práticas sensoriais que permitam perceber a presença da biodiversidade nesses espaços por meio do tato, paladar, audição e olfato para que, posteriormente, façamos uma roda de diálogo mostrando representações expressas nas mídias sobre as principais características e conflitos relacionados à conservação da diversidade biológica dos biomas brasileiros, procurando de forma crítica, participativa e dialógica buscar formas de atuação para a transformação da nossa realidade socioambiental.

Praça do Relógio (USP)

Praça do Relógio – Cidade Universitária – São Paulo/SP – CEP 05508-030

Mais informações

Organização: Instituto de Biociências da USP

Local da atividade: Vila da Virada (Praça do Relógio)

Endereço: Praça do Relógio – Cidade Universitária – São Paulo/SP – CEP 05508-030

Local de referência: Próximo ao Relógio.

Tipo de atividade: Oficina

Tipo de visita: Sessão

Data e horário de início: sábado, 17 de outubro de 2015, às 14h

Data e horário de encerramento: sábado, 17 de outubro de 2015, às 17h20

Duração da visita: 40 minutos

Intervalos entre as visitas: 14h às 14h40, 14h:40 às 15h20, 15h20 às 16h, 16h às 16h40 e 16h40 às 17h20

Capacidade máxima por visita: 20 pessoas

Classificação do público: Crianças, jovens, adultos

Observações sobre a classificação: A partir dos 5 anos. Crianças de até 10 anos acompanhadas dos responsáveis. As idades podem se misturar.

0 comentários em “Biodiversidade. Cadê você? Descobrindo a diversidade por meio dos sentidos e das mídiasAdicionar comentário →

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado